24.2.11

Como um diário



Passei a vida a temer
É como um diário
Eu posso olhar para o passado
E vejo o quanto tive medo
Medo de me entregar a verdade
A entrega das simples coisas da vida
Medo dos meus sentimentos
Fecho os olhos
E vejo-me
Eu menina.e moça.
Querendo brincar no baloiço
Colhendo cantarinhas pelos prados
Desafiando sentimentos
Não sei ao que me prendi
Receando não encontrar caminho
Mas mesmo assim
Continuei
Esperando pelo sol posto
Onde mais tarde regressas te a mim
Como raios finos de luar


13 comentários:

  1. O medo vence-se com confiança firme e sólida...
    e quando existe confiança, a entrega é completa e satisfatória.
    Bonito desabafo em forma de poema.
    O mérito é todo teu, e mereces ser encorajada a cocntinuar em frente.

    ResponderEliminar
  2. Minha querida

    Como este poema me tocou fundo, passamos a vida a viver o que não queremos, e ela passa e não nos encontramos naquilo que realmente nos faria felizes, adorei e deixo um beijinho carinhoso.

    Sonhadora

    ResponderEliminar
  3. Hola mi buena amiga, pasé por aquí por tú hermoso espacio para saludarte y también agradecerte tus bonitos comentarios que me dejaste en mi blog. Bonito post, precioso y hermoso todo lo que escribes, gracias por compartir. Que pases un feliz fin de semana lleno de sensaciones positivas. Un beso desde la distancia de un amigo.

    ResponderEliminar
  4. Regressar como raios de luar é sentir que se dissiparam todos os medos, todas as angústias... e que esse teu coração de menina, transborda agora de amor e desejo!

    Beijos meus, Anita!
    AL

    ResponderEliminar
  5. Admiro-te poeta pelos teus registros poéticos que compartilhas com carinho e dos quais fazemos questão de contemplar. A cada linha um tanto de vida, de sentimentos, sensações que se transformam a cada verso. Um grande abraço. AldaizAzevedo

    ResponderEliminar
  6. Olá amiga Anita!
    As pessoas entram em nossa vida por acaso, mas não é por acaso que elas permanecem.E tu querida amiga não fazes parte dos meus amigos por acaso...É que tu és especial...Passei para ler-te, pois adoro tudo que escreves...Beijinhos fica bem.

    ResponderEliminar
  7. Se um diário eu tivesse...
    Muitos segredos nele escreveria...
    E entre eles certamente estaria...
    O encanto que desta poesia floresce

    :-) bjs
    Um dia maravilhoso amiga
    Antero

    ResponderEliminar
  8. OLÁ QUERIA ANITA..
    ஜ______ஜ♥ஜ______ஜ♥ஜ______ஜ♥ஜ______ஜ♥ஜ

    Desejo-te uma quinta feira
    Repleta de energias
    Positivas
    Com muita paz e muita luz!!

    FIQUE NA PAZ DO SENHOR

    BEIJOS E ABRAÇOS
    JUDDY
    ஜ______ஜ♥ஜ______ஜ♥ஜ______ஜ♥ஜ______ஜ♥ஜ

    ResponderEliminar
  9. Amiga, me senti vestida com teu lindo, profundo, e emocionante poema! Sublime inspiração!!! Linda musica que torna mais mágico ainda seu aconchegante espaço!

    Deixo carinhos meus pra ti, viu?
    Bjsss

    ResponderEliminar
  10. Hola mi buena amiga, pasé por aquí por tú hermoso espacio para saludarte y también agradecerte tus bonitos comentarios que siempre me dejas cuando me visitas. Gracias por brindarme tu amistad, bonito poema "el miedo se vence con confianza mutua, cuando tenemos confianza en nosotros mismos los recelos lo podemos enfrentarlos satisfactoriamente". Gracias por compartir. Que pases un feliz fin de semana lleno de sensaciones positivas. Un beso desde la distancia de un amigo.

    ResponderEliminar
  11. Olá Anita
    De vez em quando acontece que desapareço e nesse
    entretanto as pessoas publicam coisas bonitas que me deliciam quando volto.
    Foi o que aconteceu com este poema da Anita, tão sentido, com tanta mensagem.
    Obrigada pelos comentários que vi no meu blog e a que não respondi.
    Obrigada pela presença constante e sempre com umas palvras que entusiasmam.
    Beijinho, amiga

    Chris Morris

    ResponderEliminar
  12. Olá amiga Anita !
    Belissimo poema, parabéns pelo seu blog!
    Beijinhos com ternua ....

    ResponderEliminar
  13. O caminho que se formou de-baixo de meus pés, era claro como as nuvens do céu, e ao redor era tudo flor, os pássaros cantavam como se entoassem um canto de agradecimento ante aquela pequena que por ali caminhava. Era ela que seguia a via segura do amor, pequena Anita a doce e delicada flor que em seu caminho tantas almas perfumou, com seus poemas ela hoje enfeita nossos caminhos. Nos brindando em palavras sementinhas de amor. "Verso e Flor" E eu? Sou só um sorriso que por ti se encantou. Beijo

    ResponderEliminar